Alunos do curso de Letras entregam presentes de Natal às crianças do CEACAD

 No último dia 05/12, os alunos do curso de Letras participantes do projeto de extensão Linguagem cidadã: do oral para o escrito, coordenado pelo prof. Valter Pereira Romano e que conta com a colaboração das professoras Raquel Márcia Fontes Martins e Andrea Portolomeos, entregaram os presentes de Natal arrecadados no campus da UFLA às crianças assistidas pelo CEACAD, Centro Educacional de Atenção à Criança e ao Adolescente da Prefeitura Municipal de Lavras. O projeto Linguagem Cidadã, a partir de oficinas ministradas semanalmente no CEACAD pelos graduandos em Letras, visa desenvolver as competências de leitura e escrita junto às crianças sob uma perspectiva transdisciplinar. Sendo trabalhado o gênero carta, no último mês, houve uma intensa movimentação  para que todas as cartinhas de Natal fossem respondidas e os presentes arrecadados junto ao corpo docente e discente do DEL. Contudo, considerando a demanda, os alunos tiveram que se empenhar para que houvesse o envolvimento de outros departamentos, o que foi muito positivo,  pois nenhuma das criança ficou sem presente e sem receber uma mensagem de estímulo e afeto. A equipe agradece a todos pela colaboração que foi fundamental para alegrar o Natal das crianças e influenciar positivamente no desenvolvimento das habilidades de expressão oral e escrita.

 

Palestra: 22/11/2018 – 17h – Anfiteatro do DEL OS FANZINES E BIOGRAFICZINES: PARA UMA (AUTO)EDUCAÇÃO CRIATIVA E LIBERTÁRIA

 Inscrições pelo SIG

Fanzines são revistas independentes criativas manufaturadas que podem trazer em suas páginas textos, artigos, crônicas, poesias, ilustrações, cartuns, histórias em quadrinhos (HQs) etc, podendo ser criadas autoralmente como uma arte interdisciplinar experimental e (auto)educativa. Os estudantes e/ou professores apreenderão nesta palestra a importância paratópica e criativa dos fanzines (zines e biografizines), cujas versatilidades temáticas e de formas variadas auxiliam numa inteligência sistêmica e no processo de autoconhecimento, sensibilizando seus autores e os que leem seus zines, pois que dialogam fraternalmente com seus interlocutores difundindo as ideias originais neles criadas. Seu potencial criativo e imagético pode ser repensado como uma potente ferramenta pedagógica amplificadora da inteligência imagético/textual e de autoconhecimento para os universitários e profissionais da educação, bem como aos de outras áreas!

Com Dr. Gazy Andraus, UEMG – Campus Campanha